quarta-feira, 28 de maio de 2008

Festival de chocolate quente



Festival de chocolate quente


Ingredients::-

Chocolate quente com doce de leite e café

50 ml de creme de leite fresco ou lata
70 g de chocolate meio amargo
10 ml de café (de preferência expresso)
1 colher (sopa) de doce de leite
150 ml de leite

Chocolate quente com conhaque

150 g de chocolate meio amargo
200 ml de leite
2 colheres (sopa) de conhaque

Chocolate branco

50 ml de creme de leite fresco ou em lata
100 g de chocolate branco
150 ml de leite
1 pitada de noz-moscada
2 unidades de cravo da índia
1 pitada de gengibre ralado


Modo de preparar::-

Chocolate quente com doce de leite e café

Aqueça o creme de leite, adicione o chocolate meio amargo até formar um creme homogêneo. Reserve. Misture o café com o doce de leite até formar um creme. Reserve. Ferva o leite, retire do fogo e acrescente o creme de chocolate e o creme de doce de leite com café. Mexa bem e sirva.

Chocolate quente com conhaque

Rale o chocolate para facilitar o derretimento. Reserve. Ferva o leite, retire do fogo e acrescente o chocolate até formar um creme homogêneo. Adicione o conhaque. Mexa e sirva em seguida.


Chocolate branco

Aqueça o creme de leite, adicione o chocolate branco até formar um creme homogêneo. Reserve. Ferva o leite com a noz-moscada,os cravos e a pitada de gengibre, retire do fogo e acrescente o creme de chocolate, sirva bem quente.


CURIOSODADES DA VOVÓ RÔ::-




Chocolate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Chocolate
Chocolate::-

Derretido e em tabletes

O chocolate é um alimento encontrado na forma pastosa e de bebida doce ou amarga, feito a partir do cacau; antes dos espanhóis chegarem às Américas, os astecas já conheciam o cacau. Com elas, faziam um líquido escuro que chamavam de xocoatl. Em 1502, a ilha de Guanaja, habitada pelos astecas, povo místico e religioso, recebeu a esquadra de Colombo. O navegador foi um dos primeiros europeus a provar o sabor do chocolate. A Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP desenvolveu um chocolate à base de cupuaçu que pertence à mesma família do cacau.

História do chocolate no Brasil


Várias fábricas se instalaram no Brasil. Em Porto Alegre os irmãos alemães Franz e Max Neugebauer, juntamente com o sócio Fritz Gerhardt fundaram a empresa Neugebauer Irmãos & Gerhardt em 1891.
A
Lacta foi fundada em São Paulo em 1912, com o nome de Societè Anonyme de Chocolats Suisses. A Nestlé abriu sua primeira fábrica no Brasil em 1921, Araras, SP. A Kopenhaguen começou o empreendimento em 1925, em São Paulo. Já a Chocolates Garoto foi fundada em 1929 pelo alemão Henrique Meyerfreund, num galpão localizado na Prainha, Vila Velha, ES.

Tipos de chocolate

Chocolate em suas diversas composições: Chocolate branco (branco), chocolate ao leite (mais claro) e chocolate amargo (mais escuro)
O chocolate é um alimento popular que tem conhecido diversas formas de apresentação. Pode ser bebido (chocolate em pó) com leite, ou em tabletes. Neste caso é apresentado em muitas versões:
ao leite (em Portugal diz-se chocolate de leite), branco, meio amargo, com amêndoas ou avelãs, com ou sem recheio, etc., variando em função do acréscimo em partes diferentes de seus componentes individuais e assim, varia também seu valor calórico, que em qualquer dos casos é elevado.
O
chocolate amargo é feito com os grãos de cacau torrados sem adição de leite, e algumas versões permitem a sua utilização como base para sobremesas, bolos e bolachas.
O
chocolate preto deve usar um mínimo de 35% de cacau, segundo as normas europeias.
O
chocolate ao leite ou chocolate de leite leva na sua confecção leite ou leite em pó. As normas europeias estabelecem um mínimo de 25% de cacau.
A couverture é o chocolate rico em manteiga de cacau, utilizados pelos profissionais chocolateiros, como a
Valrhona, Lindt & Sprüngli, Theo Chocolate e outros, com mais de 70% de cacau, e gordura de cerca de 40%.
O
chocolate branco é feito com manteiga de cacau, leite, açúcar e lecitina, podendo ser acrescentados aromas como o de baunilha[1]. Inventado na Suíça após a I Guerra Mundial, só foi divulgado nos anos 80 do século XX pela Nestlé.

Valor nutritivo

O chocolate é um alimento muito nutritivo. Contém
proteínas, gorduras, cálcio, magnésio, ferro, zinco, caroteno, vitaminas E, B1, B2, B3, B6, B12 e C. Estudos recentes sugerem a possibilidade de o consumo moderado de chocolate preto e amargo trazer benefícios para a saúde humana, nomeadamente devido à presença de ácido gálico e epicatecina, flavonóides com função cardioprotectora. Sabe-se que o cacau tem propriedades antioxidantes. O chocolate constitui ainda um estimulante devido à teobromina, embora de fraca capacidade. O chocolate também possui cafeína e sua ingestão faz com que o corpo libere neurotransmissores como a endorfina.

Efeitos em animais

Em certas quantidades, a
teobromina encontrada no chocolate é venenosa a animais como cães, gatos, especialmente filhotes, cavalos, papagaios e hamsters. Alimentados com chocolate, estes animais não conseguem metabolizar a substância eficazmente, e esta permanece no seu sistema circulatório por quase 20 horas. Esses animais podem, devido ao consumo, ter convulsões, ataques cardíacos, hemorragia interna, e às vezes a morte. O tratamento médico deve fazer com que o animal vomite o chocolate dentro de duas horas depois de engolido, ou levá-lo a um veterinário.
Um cão de 20 kg irá normalmente sentir dores de estômago depois de comer menos que 240 g de chocolate com leite, mas não irá necessariamente ter bradicardia ou taquicardia a não ser que ele coma pelo menos meio quilo de chocolate de leite. Se ele não expelir o chocolate do seu sistema por causa do açúcar ou da gordura, então ele terá 50% de probabilidade de sobreviver depois de comer 5 quilos. Chocolate preto (com menos
leite) tem aproximadamente 50% a mais de teobromina e por causa disso é mais perigoso aos cães.
A um indivíduo compulsivo em comer chocolates e/ou afins dá-se o nome de chocólatra. Aquele que não tem autodomínio diante de qualquer tipo de chocolate em qualquer forma.

Outros aspectos

Na sociedade atual o chocolate possui uma característica interessante servindo como um substituto à linguagem no relacionamento humano, estabelecendo relação de comunicação de laços de amizade, solidariedade e amor. Dar uma caixa de bombons pode significar: "feliz aniversário", "boa viagem", "desculpe-me", "saúde" ou "estou apaixonado por você". Trata-se de um presente difundido no
Dia dos Namorados, Dia das Mães e em alguns países também se valem de bombons para recompensar os filhos exemplares. Durante a Páscoa é transformado em coelhos e ovos, símbolos da Ressurreição de Cristo.



Lista de marcas de chocolate

Bombom, um tipo especial de chocolate




Chocolates Garoto
Hershey's
Kopenhagen
Lindt & Sprüngli
Valrhona
Amano
Arcor
Lacta
Nestlé
Toblerone
Ferrero
Neugebauer

Chocolate em outras línguas
Inglês --> Chocolate
Espanhol --> Chocolate
Francês --> Chocolat
Alemão --> Schokolade
Italiano --> Cioccolato
Holandês --> Chocolade
Chinês --> 巧克力
Japonês --> チョコレート
Coreano --> 초콜렛
Grego --> Σοκολάτα
Russo --> Шоколад
Afrikaans --> Sjokolade


3 comentários:

Du disse...

Meu Deus, que delícia de post! Pena que estou sem leite e chocolate em casa agora :(

Beijão, mãezinha do coração!

Carol disse...

Querida o cheiro de chocolate me atraiu.... que maravilha! Eu amo de paixão chocolate, pena que a labirinto não gosta muito!
Beijo!

Adriana disse...

Ahh, que maravilha! :) Amo chocolate!

Legal saber que o chocolate amargo faz bem ao coração, né? É mais uma desculpa para comer! Rsrs...

Interessante vc colocar os efeitos nos animais. Realmente, os cachorros adoram, sempre pedem um pedaço, mas isso faz muito mal a eles, pode, em excesso, dar uma reação séria e até matar!!

BEIJOS!!!