terça-feira, 12 de janeiro de 2010

"Vamos preservar o meio ambiente?"


Vamos preservar o meio ambiente?


Os alimentos orgânicos são produzidos sem o uso de pesticidas convencionais nem fertilizantes químicos. Devem ser livres de contaminação de dejetos humanos e do "lixo" industrial. Não podem ser produzidos com o uso de aditivos químicos para realçar cor, sabor, formato ou aroma. Usar radiação ionizante como forma de preservação também é proibido. No caso de animais vivos destinados ao abate, o uso de antibióticos, hormônios e anabolizantes é estritamente proibido. Em muitos países, o animal herbívoro deve ser alimentado exclusivamente com pasto, sem período de alimentação forçada para elevar o peso de abate no período de confinamento. Outros países estipulam que o uso de vegetais geneticamente modificados não pode ser empregado nos animais destinados ao abate.

fonte aqui

imagem aqui

Preservar o meio ambiente e contribuir para um mundo melhor com responsabilidade ambiental e social


Alimentos Orgânicos X Alimentos Não Orgânicos
Os benefícios dos alimentos orgânicos para sua saúde e para a preservação do meio ambiente.

Qual a diferença dos alimentos orgânicos para os não orgânicos?

A produção dos orgânicos não utiliza fertilizantes, pesticidas ou herbicidas sintéticos utilizados na agricultura convencional - o que é mais seguro para o produtor e para o consumidor. No cultivo de alimentos orgânicos também se veta modificações genéticas e o tratamento rotineiro de animais com antibióticos e hormônios.

A agricultura orgânica acarreta menos resíduos tóxicos no meio ambiente. Vazamentos de pesticidas e fertilizantes sintéticos contaminam os cursos de água. Muitas aves, animais e insetos morrem ao comer plantas tratadas com essas substâncias ou ao consumir as próprias substâncias - diretamente ou por meio da cadeia alimentar.

A agricultura convencional usa mais petróleo do que qualquer outra indústria, principalmente na produção de fertilizantes e pesticidas sintéticos.

Os procedimentos orgânicos garantem um tratamento menos agressivo aos animais do que na criação convencional. Por exemplo, os criadores orgânicos não usam iluminação artificial para aumentar a produtividade.

Para os agricultores orgânicos, o solo é a base da cadeia alimentar e eles trabalham constantemente para melhorar sua estrutura. Assim eles reduzem os riscos de a camada superior do solo sofrer erosão.

As práticas orgânicas incentivam a biodiversidade, enquanto a agricultura tradicional se baseia na monocultura, aumentando a suscetibilidade da lavoura a doenças e pragas.

Alimentos orgânicos são mais saborosos! Pergunte a quem tem a própria horta.

DICAS PARA COMPRAR PRODUTOS ORGÂNICOS

Se não quiser ser radical, minimize sua exposição aos insumos agrícolas sintéticos comprando as versões orgânicas dos produtos que mais consome.

Procure no rótulo o nome e o logotipo de uma organização credenciada para certificar que o produto é orgânico ou biodinâmico.

Frutas e legumes orgânicos podem não ser uniformes em tamanho e forma. São cultivados pelo teor nutritivo e pelo sabor, e não pela aparência.

Não desanime com as cores de algumas frutas secas orgânicas. Por exemplo, o damasco orgânico tem a cor mais escura e é mais saboroso porque não contém o conservante dióxido de enxofre.

Alguns alimentos orgânicos têm o prazo de validade menor que os produtos cultivados convencionalmente, porque não contêm conservantes. Não os deixe na despensa por muito tempo antes de consumi-los.

Verifique cuidadosamente o produto antes de comprar. Um rótulo orgânico apenas não garante que ele seja tão fresco ou nutritivo quanto deve ser.

Não se apavore se frutas e legumes orgânicos vierem com insetos esquisitos. Isso prova que os produtos não foram tratados com substâncias químicas.

Veja mais sobre alimentos orgânicos na Associação de Agricultura Orgânica.

Extraído do livro Salve o Meio-Ambiente.


fonte aqui


Bom e maravilhoso dia para você!
Rosane!

Nenhum comentário: