terça-feira, 25 de janeiro de 2011

"Pequeninos detalhes em harmonia"



Em uma decoração um pequenino detalhe faz a diferença.
 Vejam esta prateleira. Poderia ser apenas uma prateleira. Posta à parede e mais nada. Mas, o que fez a diferença foi a riqueza de detalhes que proprietária dessa residência desenvolveu.
Sempre seguindo a regra  DO ÍMPAR, ou seja (MINHA PROFESSORA DE PINTURA SEMPRE NOS DIZ, KATIAPASTOREK  quando for elaborar qualquer desenho ou mesmo na decoração sempre use conjunto de elementos ou peças em número ímpar). E essa imagem ficou perfeita.

Três elementos acima o meio com a prateleira e abaixo mais três elementos. Chic e perfeito.

Aqui o detalhe é a porcelana branca dando ao visual uma transparência e leveza.


 Aqui o que merece perceber no detalhe é esse belíssimo quadro do senhor em oração e

 
esta cesta de flores desidratadas sobre a parede. Riquíssimo e requintado.

 Confesso minha paixão por branco+azul.
 imagens aqui

Aprendendo sempre aprendendo

O significado dos pequenos detalhes

Nos pequenos detalhes se conhece a verdadeira essência das manifestações, das posturas, das mensagens, enfim de tudo.
Quando pequenos ouvimos os ditos populares nas frases ao mesmo tempo diretas e subliminares:” Nos pequenos frascos os grandes perfumes” , ”Pelo dedo do pé se conhece o gigante”, “ Problema enfrentado problema resolvido, problema não enfrentado problema  multiplicado” , ”O pepino se torce de pequeno”.
Creio que estas mensagens ficaram realmente gravadas em nossas mentes.
Na nossa comunicação a verdade se transmite através da expressão corporal quando os pequenos gestos, detalhes de postura, sinalizações de mãos e dedos, olhares ou tom de voz fazem a diferença.  A cara carrancuda não esconde a mágoa ou mal humor de quem não está de bem com a vida naquele momento.
Nós somos transparentes e por mais que desejemos demonstrar o que não  somos ou queremos ser  os pequenos detalhes nos entregam.
Nós somos nossos grandes amigos e ou inimigos e os nossos bons ou mal hábitos nos escravizam muitas vezes a circunstâncias difíceis ou prazerosamente agradáveis
Identificar em nós mesmos estes pequenos detalhes de nossos hábitos talvez nos leve a grandes descobertas. Talvez criemos uma chance de auto-conhecimento.
Lembro-me de um médico competente e voltado a realização de sua vocação que interrompia seus pacientes quando estes começavam a divagar em suas estórias.
- Doutor esta mesma dor na costela a minha vizinha também.....
- A senhora, por favor, limite-se a descrever como é a sua dor e quanto....
Concluída a consulta e o exame tecnicamente bem feito, o diagnóstico adequado, o receituário correto e os detalhes de procedimentos explicados com clareza. Vocês acreditam que a maioria dos pacientes não seguiam as recomendações e muitas vezes procuravam outro médico?
O pequeno detalhe de interromper o paciente e estar atento em se concentrar na doença e no diagnóstico criava uma situação de não confiança ou irritação do doente.
É meus amigos o médico estava ali dando o melhor de si, mas não saber ouvir pacientemente os detalhes mesmo que irrelevantes era de fato não considerar a outra pessoa ou seja  desrespeitá-la.
Quantos pequenos detalhes nos dão prazer e um relacionamento gostoso conosco e com os outros e quantos nos arrasam em nossas viagens internas ou relacionamentos com os demais?
Conhecer o significado destes detalhes é descobrir um mundo novo.
O primeiro passo para a mudança verdadeira e para saber fazer o que deve ser feito.
É ajustar-se ao “Aqui e Agora” do momento, é encontrar o dialogo, a compreensão, o caminho da ação adequada.
Que tal uma estória cheia de pequenos detalhes?

http://3.bp.blogspot.com/_92_-Nu9---w/TOZBbVpds8I/AAAAAAAAA0I/JJmW9dgUgKc/s1600/4.jpg

Estória de Amor

Era uma vez uma ilha onde moravam os seguintes sentimentos: a Alegria, a Tristeza, a Vaidade, a Sabedoria, o Amor e outros.
Um dia avisaram aos moradores desta ilha que ela ia ser inundada. Apavorado, o Amor cuidou que todos os sentimentos se salvassem: ele então falou: “Fujam todos, a ilha vai ser inundada.”
Todos correram e pegaram seu barquinho, para irem a um morro bem alto. Só o Amor não se apressou, pois queria ficar um pouco mais com a sua ilha.
Quando já estava se afogando, correu para pedir ajuda. Estava passando a Riqueza e ela disse: “Riqueza, leva-me com você.” Ela respondeu: “Não posso, meu barco está cheio de ouro e prata e você não vai caber.”
Passou então a Vaidade e ele pediu: “Oh! Vaidade leva-me com você...” Ela respondeu: “Não posso, você vais sujar meu barco.”
Logo atrás vinha a Tristeza:  “Tristeza posso ir com você?”  Ela respondeu:  “Ah! Amor, estou tão triste que prefiro ir sozinha.  “Passou a alegria, mas estava tão alegre que nem ouviu o Amor chamar por ela. Já desesperado, achando que ia ficar só. O Amor começou a chorar. Então, passou um barquinho, onde estava um velhinho, e ele falou: “Sobe, Amor, que eu te levo.” O Amor ficou tão radiante de felicidade que até esqueceu de perguntar o nome do velhinho.
Chegando num morro alto onde estavam os Sentimentos, ele perguntou à Sabedoria: “Sabedoria, quem era o velhinho que me trouxe aqui?” Ela respondeu: “ O Tempo. “ O Amor voltou a perguntar: “ O Tempo? Mas por que só o tempo me trouxe até aqui?” A Sabedoria, então respondeu: “ porque só o Tempo é capaz de ajudar a entender um grande Amor.”

Geraldo Leal de Moraes




Beijos meus!
Luz, paz, aor, fé e esperança!


4 comentários:

Nana... disse...

ajustar-se essa é a palavra de ordem...amei seu post me fez refletir!!!

Beijos ") @Nanazudah
http://meninacajuina.blogspot.com/
http://gordinhasdointerior.blogspot.com/
http://opesodopreconceito.blogspot.com/
http://deliciasdaclarisse.blogspot.com/
http://descobertasdela.blogspot.com/
http://minhamusicalidade.blogspot.com/

Alfa & Ômega disse...

Maravilhosa, vc e seus posts com decorações que amo de paixão. Tenho mania de criar cantinhos. Preciso parar, pois minha casa está ficando muito entupida, parecendo loja. Os textos como sempre fabulosos. A histórinha dos sentimentos eu já conhecia e a acho linda tbém. Rosane, minha querida, todo o meu carinho, viu? Beijão!

Kantinho da Kekel disse...

Sempre gostei de par e encontro o ímpar na decoração...quem sabe não seja a hora de mudar.

Beijos da Kekel

José Maria Lobato disse...

Olááááá, maravilhosas dicas que você nos traz aqui, parabéns, sempre um prazer lhe visitar, essa prateleira então, ficou um "must" uaauuuu!!! E logo eu que adoro exagerar nos detalhes,,,, quer dizer, muita gente diz que eu exagero em detalhes, mas pessoalmente acho que não!!!! Perfeito amiga!!!!
Aproveito para informar que, por motivos de dificuldades em gerir diversos Blogues, resolvi reunificar meus 3 Blogues de Hobbies num só e juntar o Artesanato à Terapia Culinária com Receitas e ao meu Aprendizado Para Tocar Violão com músicas e acordes.
Agradeço visite algumas páginas do Novo Blogue de Artesanato e Hobbies já alteradas e actualizadas e me dê sua opinião a respeito num Inquérito que promovi. Obrigado, beijocas,,,, Zé Maria