segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

BLOGAGEM COLETIVA - FLORBELA ESPANCA -




Por André Luiz Alves Caldas Amóra (PUC-Rio)

Florbela Espanca, poetisa pertencente ao Modernismo português, apresenta em sua poesia uma vertente neo-romântica, marcada pelo erotismo, sensualidade e pela ânsia de liberdade de expressão, além de privilegiar a riqueza do léxico, numa linguagem que explora os símbolos e as imagens sugestivas. A poesia de Florbela utiliza-se de jogos de palavras e metáforas, dentre outras figuras de linguagem, do ponto de vista formal. Já no que se refere à temática, notam-se traços como a investigação do eu-lírico acerca do processo de criação literária, além de interrogações de cunho existencial.
Desse modo, nosso estudo procura refletir sobre a metapoesia presente na produção literária florbeliana, buscando assinalar as imagens concernentes ao fazer poético na poesia da referida escritora.
Inicialmente, analisaremos a figura do poeta na obra de Florbela e, em seguida, procederemos à análise do próprio fazer poético que, nos poemas florbelianos, se apresenta através de uma incessante busca da plenitude da criação artística. Em Poetas, poema integrante do livro Trocando olhares, o eu-lírico reflete acerca da incompreensão sofrida por aqueles que dão título ao texto:

Ai as almas dos poetas
Não as entende ninguém;
São almas de violetas
Que são poetas também.

Andam perdidas na vida,
Como as estrelas no ar;
Sentem o vento gemer
Ouvem as rosas chorar!

Só quem embala no peito
Dores amargas e secretas
É que em noites de luar
Pode entender os poetas.

E eu que arrasto amarguras
Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma pra sentir
A dos poetas também! (Espanca, 2002: 23)


Logo nos primeiros versos, a imagem da incompreensão sofrida pelos poetas é notada. Quando o eu-lírico diz: Ai as almas dos poetas / Não as entende ninguém, a aproximação de violetas – símbolo de luto ou de semiluto nas sociedades ocidentais – com os poetas é percebida, evidenciando, assim, a profunda melancolia vivida por eles devido a esse não-entendimento.
Nota-se na segunda estrofe que as almas dos poetas andam perdidas na vida, porém são como as estrelas no ar, que iluminam com sua luz própria as trevas do mundo terreno e material. A sensibilidade das almas poéticas é evidenciada em seguida, quando são sentidos e ouvidos o gemer dos ventos e o chorar das rosas, respectivamente:

Andam perdidas na vida,
Como as estrelas no ar;
Sentem o vento gemer
Ouvem as rosas chorar! (Espanca, 2002: 23)

A sensibilidade das almas poéticas é confirmada nas duas últimas estrofes, nas quais o eu-lírico afirma que somente aqueles que trazem no peito dores amargas e secretas podem entender os poetas. O eu-lírico coloca-se como capaz de tal, uma vez que traz consigo as piores amarguras:

Só quem embala no peito
Dores amargas e secretas
É que em noites de luar
Pode entender os poetas.

E eu que arrasto amarguras
Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma pra sentir
A dos poetas também! (Espanca, 2002: 23)


FONTE
AQUI


BIOGRAFIA::-

Batizada Flor Bela Lobo, Florbela Espanca foi uma das primeiras feministas de Portugal e escreveu uma poesia carregada de erotismo e feminilidade, que alguns críticos encaram como um dom-juanismo no feminino. O sofrimento, a solidão, o desencanto, aliados a imensa ternura e a um desejo de felicidade são a temática presente em muitas das suas imagens e poemas.
Parte de sua inspiração veio de sua vida tumultuada, inquieta, e sofrimentos íntimos provocados pela rejeição paterna. Seu primeiro poema foi escrito em 1903: "A Vida e a Morte".
Filha de Antonia da Conceição Lobo, empregada de João Maria Espanca, que não a reconheceu em vida como filha. João admitiu a paternidade apenas 19 anos após a morte da poeta, quando foi inaugurado um busto dela, em Évora. E isso depois da insistência de fãs da obra de Florbela.
Com a morte de Antonia, de uma doença desconhecida, em 1908, João e sua mulher Mariana Espanca criaram a menina e seu irmão, Apeles Espanca, nascido em 1897 e registrado da mesma maneira.
Casou-se no dia de seu aniversário, em 1913, com Alberto Moutinho. Concluiu um curso de Letras em 1917 e foi a primeira mulher a cursar Direito na Universidade de Lisboa. Na capital portuguesa conheceu outros poetas e participou de um grupo de mulheres escritoras. Colaborou em jornais e revistas, como o "Portugal Feminino". Em 1919, no terceiro ano de Direito, lançou o Livro de Mágoas. Nessa época, Florbela começou a apresentar sintomas de desequilíbrio mental e sofreu um aborto involuntário.
Em 1921, divorciou-se de Alberto Moutinho, de quem vivia separada havia alguns anos, para casar-se com o oficial de artilharia António Guimarães. Nesse mesmo ano, seu pai se divorciou para esposar Henriqueta Almeida.
Em 1923, ela publicou o "Livro de Sóror Saudade". Florbela sofreu novo aborto, e seu marido pediu o divórcio. Em 1925, a poeta casou-se com o médico Mário Laje, em Matosinhos. A morte do irmão Apeles, num acidente de avião, lhe inspirou o poema "As Máscaras do Destino".
Tentou se matar duas vezes, em outubro e novembro de 1930, às vésperas da publicação de sua obra-prima. Após o diagnóstico de um edema pulmonar, suicidou-se no dia do seu aniversário. "Charneca em Flor" foi publicada em janeiro de 1931.
Outras obras póstumas foram: "Cartas de Florbela Espanca", por Guido Battelli (1930), "Juvenília" (1930), "As Marcas do Destino" (1931, contos), "Cartas de Florbela Espanca", por Azinhal Botelho e José Emídio Amaro (1949), "Diário do Último Ano Seguido De Um Poema Sem Título", com prefácio de Natália Correia (1981), e "Dominó Preto ou Dominó Negro" (1982, contos).
Fonte
aqui

lISTA DOS BLOGS PARTICIPANTES INSCRITOS ATÉ O MOMENTO::-

1. Georgia
http://saia-justa-georgia.blogspot.com/
2. Serena
http://serenaflor1964.blogspot.com/
3. Eternamente apaixonada
http://apaixonada51.blogspot.com/
4. Paulo R Diesel
http://movidoavapor.com/
5. Gaspar de Jesus
http://gaspardejesus.blogspot.com/
6. Cadinho Roco
http://cadinhoroco.blogspot.com/
7. Sintonias do Coração
http://hsp7.blogspot.com/
8. Coisas da Helô
http://coisasdahelo.blogspot.com/
9. Ana Carolina Braga
http://anacarolinalimabraga.wordpress.com/
10. Leandro
http://malditafutebolclube.blogspot.com/
11. Cris
http://novoblogdacris.blogspot.com/
12. Lyani
http://lyani.wordpress.com/
13. Viart
http://viartelma.blogspot.com/
14. Elma Carneiro
http://caliandradocerradogo.blogspot.com/
14. Meire
http://meiroca.com/
15. Sonia Regly
http://evelyns-place.com/compartilhandoasletras/
16. Lunna
http://acqua.wordpress.com/
17. Katy
http://hugakatia.blogspot.com/
18. Graciela da Cunha
http://poesiasgraci.blogspot.com/
19. Graci
http://gracieladacunha.blogspot.com/
20. Liana
http://terradeesperanca.blogspot.com/
21. Maria Madalena
http://spleenbored-minhaspoesiasfavoritas.blogspot.com/
22. Juca
http://lavanderiavirtual.blogspot.com/
23. Diler Martins
http://arteiro010150.blogspot.com/
24. Andréa Motta
http://leioomundoassim.blogspot.com/
25. Conversa de Português
http://conversadeportugues.blogspot.com/
26. Rô
http://bloggdaro.blogspot.com/
27. Receitinhas e Dicas da Vovó Rô
http://receitinhasedicasdavovoro.blogspot.com/
28. Du
http://moca-do-sonho.blogspot.com/
29. Jardineiro de Plantão
http://jardimdeurtigas.blogspot.com/
30. Rabiscos de Giz
http://rabiscosdegiz.blogspot.com/
31. Círculo Literário de Santa Bárbara d'Oeste-SP
http://circulo-literario.blogspot.com/
32. Vanessa
http://fio-de-ariadne.blogspot.com/
33. Vita
http://vita-gotasdepoesia.blogspot.com/
34. Infinito Particular - Cleo
http://infinitoparticular-cleo.blogspot.com/
35. Valter Montani
http://valterpoeta.blogspot.com/
36. Nice
http://www.carimam.blogspot.com/
37. Reginacelli
http://dosonhoscompartilhados.blogspot.com/
38. Lys
http://www.redeastro.com/universodesconexo/
39. Ana
http://raraavisinterris.blogspot.com/
40. Regiani e Fada do Mar
http://outrosventos7.blogspot.com/
41. Reggina Moon
http://www.regginamoonpoesias.blogspot.com/
42. Infinito Particular - Dalva
http://infinitoparticulardalva.blogspot.com/
43. Penetra Surdamente no Reino das Palavras - Infinito Particular
http://aartedaliteratura.blogspot.com/
44. Su
http://minhasmares.blogspot.com/
45. Neemias Queiroz
http://nemiasqueiroz.blogspot.com/
46. Roseli Pedroso
http://sonhosmelodias.blogspot.com/
47. Rosamaria
http://rosacc60.blogspot.com/
48. Tânia Pimenta
http://mevendoasavessas.blogspot.com/
49. Regina Coeli
http://wwwcanteirosblogsportcom.blogspot.com/
50. Eduardo Santos
http://josedusantos.blogspot.com/
51. Zzabelinha
http://zzabelinha.blogspot.com/
52. Luci Lacey
http://hippopotamo.blogspot.com/
53. Blogadinha
http://blogadinhadosvirtuais.blogs.sapo.pt/
54. Janaina Amado
http://enredosetramas.blogspot.com/
55. Tatah Santini
http://despindoestorias.blogspot.com/
56. Véu de Maya
http://libertas-vitalis.blogspot.com/
57. Fernanda Costa
http://fernananda55.blogspot.com/
58. Luz de Luma
http://luzdeluma.blogspot.com/
59. TiBéu
http://tibeu.blogs.sapo.pt/
60. Jorge C. Reis
http://www.pontoblogue.com/
61. Bernardo Guimarães
http://xeudizer.blogspot.com/
62. Vitória Meirelles
http://reclinada.blogspot.com/
63. Ana P.
http://catandopoesias.blogspot.com/
64. Christ Xavier
http://essencialmentepalavras.blogspot.com/
65. Ana Santos
http://sagitario1.blogspot.com/
66. João M. Jacinto
http://joaojacintopoemas.blogspot.com/
67. Mikasmi
http://aprendemos-mikasmi.blogspot.com/
68. Isa
http://isa-momentosmeus.blogspot.com/
69. Estrela que brilha
http://estrelaquebrilha.blogs.sapo.pt/
70. Elisa Ramos
http://poesiadepalavras.blogspot.com/
71. Heliana Bastos
http://imaginariusconcretico.blogspot.com/
72. Tita Coelho
http://scriptusest.blogspot.com/
73. Elvira
http://evipensieri.wordpress.com/
74. José Cerca
http://mirante.aroucaonline.com/
75. Jussara Domene Gehrke
http://mirante.aroucaonline.com/
76. Lorena Natalia
http://lorenatalia.blogspot.com/
77. R. G.
http://linhas-perdidas.blogspot.com/
78. Cristiane
http://crispenaforte.blogspot.com/
79. Sol
http://floreseperolas.blogspot.com/
80. O Escriba
http://somadeletras.blogspot.com/
81. Urbano Leonel Sant'Anna
http://umasensataparanoia.blogspot.com/
82. Identidade Capixaba
http://antonioflanador.blogspot.com/
83. Maria Luiza
http://vargasramos.zip.net/
84. Oscar Luiz
http://oscar-vg.blogspot.com/
85. Flainando na Web
http://flainandonaweb.blogspot.com/
86. MPereira
http://rimasinconsequentes.blogspot.com/
87. F Tavares
http://titac_2.blogs.sapo.pt/
88. Marli Savelli de Campos
http://mscamp.wordpress.com/
89. Regina Ramão
http://brisa-do-sul.blogspot.com/
90. Alcides
http://abismonoturno.blogspot.com/

FONTE AQUI::-http://umasensataparanoia.blogspot.com/2008/12/florbela-o-que-ser-poeta.html
BOA TARDE A TODOS(AS)
VOVÓ RÔ!

3 comentários:

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Este poema é também um dos meus preferidos. Não é nem preciso dizer por quê, né?

Um beijão e parabéns pela participação!

Sensata Paranóia

Palavras Rabiscadas disse...

Parabéns pela escolha do poema, minha querida. Além de ter habilidades na cozinha, tem uma grande sensibilidade para poesia.
Beijos.

Marli

Anônimo disse...

can anyone tell me where to download the best & easy Video Edit? That doesnt need to pay, or doesnt have time limit, i can use it as long as i can. 'cause i wanted to create a video edit, or as a music video for my friends.. Or i can cut my friends into a different background. where can i find like that? I just hope that it won't give me virus xD [url=http://gordoarsnaui.com]santoramaa[/url]