segunda-feira, 9 de maio de 2011

" No estilo Gustaviano" - classe de sangue azul -



No estilo gustaviano, o perfeito, retrato de uma época.

Para alguns esperts, o gustaviano exprime a amabilidade e refinamento do XVIII.
As madeiras macias, esculpidas e douradas, os panos de linho de corados com arabescos florais, gregas ou simples filetes, os tecidos de algodão listados, estuques leitosos, pisos de madeira nua são alguns dos traços marcantes. Mas os ingredientes principais vêm da natureza e da vida no campo. Não apenas no uso das madeiras, mas nas cores azul-celeste e rosa-pálido, realçadas pela poética qualidade da luz do norte.

Um rei que adaptou a seu país o esplendor do neoclássico

Quando Gustavo III foi coroado rei da Suécia em 1771, quem subia ao trono era um jovem de 23 anos. Com apetite de viver, recém chegado de uma longa estadia na Itália e na corte francesa, vinha decidido a conferir ao reino sueco um pouco do brilho dos salões de Versalhes. Sob seu impulso surgiram dezenas de residências e uma rica série de mobiliário e objetos, Inspirados, sim no neoclassicismo francês, mas  depurados pela fria luminosidade do norte e pelos meios limitados de um país pobre.
Para realizar essa ousada metamorfose, carpinteiros e artesãos, sob a batuta de decoradores, empenharam o máximo de seu talento. No lugar das tapeçarias  francesas tipo gobelin, entram em cena os painéis de linho pintado com guirlandas florais. Os dispendiosos mármores e granitos foram substituídos por pinturas especiais, aplicadas sobre madeira. As finas sedas adamascadas passam a conviver com o linho tecido em casa, nas cortinas e capas de almofadas. Mais do que capricho de um rei, o novo estilo refletia uma revolução estética e intelectual, associada aos ideais do Iluminismo. Visava valores morais mais austeros e revelava traços da arte greco-romana e das descobertas arqueológicas de Herculano e Pompéia.
Atestando essa influência, elegantes colunas, pilastras simétricas e medalhões antigos estão presentes em Haga, o refúgio real. Embora a decoração fosse assinada por Louis Marseliez, decorador francês, Haga refletia o empenho pessoal do rei, que desenhou ornamentos, móveis e até uniformes dos fidalgos da corte.

FONTE do testo CASA CLAUDIA/MARÇO/1995

Algumas imagens ao melhor estilo Gustaviano





img027

image




Imagens da internet

Espero que tenham gostado.
Beijos meus,
cheios de luz, paz, amor, fé e esperança!




4 comentários:

Rosana Remor disse...

Acho que sou gustaviana!!ADORO este estilo!!BJS E BELA SEMANA!!

Lucinhashomeandgarden disse...

Rô,

Isso que é estilo. Rs Nossa, quantas imagens encantadoras. Acho que sou Gustaviana, mas só nas minhas casas e jardins imaginários. Rs
Um post lindo com direito a explicação sobre o maravilhoso estilo Gustaviano. Parabéns! Beijos

Alfa & Ômega disse...

Rosane, é tudo o que gosto! Deus do céu que harmonia! Muito bem explicado. Parabéns, querida!Amei! Bjbjbj!!!

Adriana disse...

OLÁ!!! QUE LINDO ESSE ESTILO, NÉ??? CHIQUÉSIMO!!!

BJIMMMM