quinta-feira, 19 de agosto de 2010

- CHEGOU MEU PRESENTE - UM POUCO DE HISTÓRIA DA DECORAÇÃO -

Ebaaaaa!..... chegou meu presente!!!


Olhem que coisa mais fofo meu premio. Ganhei das meninas linda Van e Chris donas do blog mais fofo ainda, o SISTERS AND STITCHES. GANHEI QUANDO DO ANIVERSÁRIO DO BLOG.
Meu presente é mais que lindo, um show de capricho, super bem acabado e confecionado.
 Fica aqui meu agradecimento pelo carinho e pelo belíssimo trabalho de vocês.
Que Deus as abençoe e que vocês continuem sempre e sempre assim nos agraciando com seus encantadores trabalhos.


Um pouco de história da decoração ::..


 imagem aqui

“Decoração é montar a sua casa ao longo da vida.”
Lúcia Carvalho - arquiteta

Em algum momento das nossas vidas já nos vimos envolvidos com decisões do tipo: - Que cor vai bem nesta parede? Ou: - Será que este móvel vai combinar? Contraditoriamente, para deixar o nosso ambiente mais acolhedor, acabamos enfrentando um sem número de situações estressantes!
Por decorar um ambiente compreende-se um esforço consciente em melhorar a sua aparência e funcionabilidade, embora um conceito mais amplo de decoração a defina como algo que não possui nenhuma finalidade funcional - por exemplo, um revestimento de pintura não muda a função de uma casa - mas certamente a torna mais agradável, e de acordo com o material empregado, poderá tornar mais prática a sua manutenção.
Na história da decoração vamos encontrar os egípcios como a primeira civilização a pintar seus interiores, há três mil anos atrás. Logo depois, estão os chineses, criando a arte de laquear. No entanto, embora existam contradições, acredita-se que o homo sapiens existiu na África do Sul, há aproximadamente 150.000 anos! - Não decoravam os habitantes desta época, seus ambientes?
Apesar de existirem elementos representativos de uma cultura humana há apenas 35.000 anos, uma gravura à água-forte, encontrada em um pedaço de rocha, nada mais do que uma série de linhas onduladas, que estudos determinam ter aproximadamente 75.000 anos, apesar de não parecer muito, já é o primeiro exemplo de decoração.
Muito mais próximo à nossa realidade, é interessante constatarmos como, em Veneza, durante o séc. XV, época em que a população pobre se desgarrava dos senhores feudais para construir as suas casas nas cidades, com pouco dinheiro e muita imaginação, surgiram técnicas de pintura como o Estuque Veneziano, atualmente tão em voga nos projetos de decoração.
Os, não menos apreciados, móveis em Arte Povera, decorados com gravuras em decoupage e assemblage, criados também em Veneza, no séc. XVIII, pela população mais carente, que desejava ornamentar os seus lares, mas não possuía o poder aquisitivo para as dispendiosas mobílias da época, da mesma forma ilustram esta necessidade do ser humano de cercar-se do belo, qualquer que seja a situação.
A escritora Roselis von Sass*, em um dos seus livros sobre os vários aspectos dos povos da antiguidade, “A Verdade sobre os Incas” descreve:
“As casas dos tempos iniciais eram pequenas e simples, contudo não lhes faltava brilho. Nenhuma casa ficava sem um ornamento de ouro. Estes ornamentos eram fixados nas paredes, nas aberturas redondas que serviam de janelas, ou nas portas feitas de couro duro e martelado. Além disto penduravam um ou mais sininhos de ouro nos batentes das portas, sininhos estes tão finos que com qualquer vento mais forte balanceavam tinindo para lá e para cá. Mais tarde trocaram os sininhos de ouro por sininhos de prata, visto que estes soavam mais bonito.
As casas, por dentro, eram quentes e aconchegantes. As paredes de pedra eram todas atapetadas com tecidos. Também o forro feito de um trançado de galhos finos e preparados, era revestido por um tecido de lã tingido de azul.”
E continua mais adiante:
“Era muito primitiva a instalação das pequenas casas de pedra, contudo havia em cada uma algumas obras de arte.”
Muitos povos antigos decoravam os seus ambientes, quer fossem templos, residências ou locais de trabalho, vivendo sempre cercados de beleza, fato que além do conforto, os fortalecia também na busca da harmonia espiritual, ajudando-os a elevarem os seus pensamentos.
Este saudável hábito ainda pode ser facilmente desenvolvido nos dias atuais, sem que seja necessário gastar-se fortunas, bastando-se usar a criatividade e o bom gosto. Você pode aventurar-se, procurando desenvolver um espaço seu, que tenha as suas características pessoais, desenvolvendo o seu potencial de beleza, sem preocupações com modismos criados apenas para o consumo.
- Mãos à obra: cerque-se do seu belo!

 fonte::..
Decorar para você é...
clique  aqui


Bom final de tarde para você!
Que o inicio dessa noite seja de luz, paz, amor, fé e esperança!

Um comentário:

Maria Luiza disse...

Que lindo vó Rô! Esse artigo serviu-me de inspiração. Qualquer dia destes falarei de casas. Beijão! Paz e bem!