terça-feira, 29 de julho de 2014

Voltando as origens e com receitinhas de omelete ou omeleta

...uia! Como faz tempo que escrevo no meu bloguito! Tenho feito muitas coisas em casa. Tentando manter o foco nas coisas de que sempre gostei  e o artesanato é uma delas.
No momento fazendo cartonagem. Mas como tudo que faço tem que sair perfeito, acabo demorando demais para terminar. e sempre aprendendo meio que sozinha pegando uma coisa aqui outra lá, concertando erros, corrigindo coisinhas que me ensinam errado e aí fico brava muito brava. Mas, tudo bem é caindo que vamos aprendendo. Logo mais, com mais calma e tempo colocarei meus trabalhos aqui e alguns tutoriais que aprendi. Tutoriais esses que me foram de grande valia ao meu aprendizado. E junto vem a encadernação que já estou preparando para serem dadas de presente no Natal.
Mas vamos lá ao post de hoje...

 Quem não gosta do bom e velho ovo que por muito tempo foi considerado o maior vilão do colesterol?
Eu conheço poucas pessoas que não apreciam ovos. Claro que há exceção, como em todo segmento.
Eu adoro um ovinho frito com arroz fresquinho e...salada de sardinha. Meu pai tem coisa mais gostosa???
Mas partindo daí que tal uma omelette bem gostosa? Melhor ainda foi descobrir sua origem que segue abaixo antes de algumas receitinhas que já fiz, claro, que vou colecionando nas minhas andanças pela internet.
Bora saber e aprender?

Possível origem da omelette ou omeletta

O nome vem do francês omellette, mas a origem é controversa. São citadas várias possibilidades. Aquela que parece ser mais provável mostra, já entre os romanos, o preparo de claras e gemas batidas com mel e cozidas em travessa de argila. Este prato é citado no livro de Apicius e recebia o nome de ova mellita.

Já os franceses afirmam que as formas atuais da palavra (alamelle, alumelle, alumette, amalette e omelette) são uma variação de Lamelle, que significa lâmina pequena.

Também os ingleses reinvindicam a origem do prato: teria sido criado pelo médico Oswald Mellet que, em vez de clínica, abriu um restaurante onde se servia uma série de pratos à base de ovos e em cuja placa da entrada se lia “Dr. Mellet”. Esta versão baseia-se numa pesquisa feita na Universidade de Cambridge.

Na Idade Média, Taillevente é o primeiro chef a fazê-la salgada, chamando-a arboulastre d’oeufs. Somente no séc. XVII passa a ser largamente denominada omelette.

Hoje, a omelete é uma iguaria de ovos, com claras e gemas batidas em conjunto ou em separado, sendo depois misturadas, temperadas com sal, fritas na manteiga ou no óleo bem quente, em frigideira grossa, de preferência de ferro. As claras e gemas batidas em separado deixam a massa mais aerada. Os recheios são agregados logo antes da omelete ser dobrada e servida. Nas omeletes espanholas, mistura-se o recheio à massa de ovos batidos, enquanto crua, levando então à frigideira para cozer. Algumas omeletes são preparadas sem recheio. Devem ser dobradas sobre si mesma sem se partir; há casos de se adicionar o recheio depois que ela estiver no prato, dentro da omelete por meio de um corte. Tudo isso é diferenciado pelo estilo. Sua textura não pode ser seca, deve ser úmida e sua cor levemente pálida.

Algumas receitinhas ...

Omelete de Ostra

A origem da omelete de ostra você vai encontrar aqui

Os ingredientes são::..

 150 gramas de ostra ( limpe-as bem antes, usando sal), 2 ovos, um pouco coentro picado, 5 colheres de amido, 4 colheres de água natural, 100 gramas de cebolinha chinês. Tem ainda 6 colheres de ketchup, 2 colheres de molho de soja, 2 colheres de ajinomoto, 4 colheres de açúcar e uma tigela de água morna.

Vamos agora ao preparo desta receita.

Primeiro, misture o amido e a cebolinha chinês com 4 colheres de água natural. Em seguida, para fazer o molho deste prato, misture 6 colheres de ketchup, 2 colheres de molho de soja, 2 colheres de ajinomoto ,4 colheres de açúcar e uma tigela com água morna.
Aqueça, em fogo médio, o óleo em uma frigideira. Coloque 150 gramas de ostras na frigideira até que os ingredientes fiquem um pouco passado.
Depois, adicione o amido, já misturado, e frite junto com as ostras até que os ingredientes formem uma pasta um pouco trasparente.
Vire a pasta para fritar o outro lado e acrescente ovos e coentro picado. Frite até a omelete ficar bem passada.
Está pronto! Já pode provar a delícia. Não se esqueça de untar no molho que você preparou.
Bom apetite!

A omelete de ostra não só possui um sabor delicioso, como também é nutricionalmente rico. O prato tem uma função para a recuperação dos pacientes que tem câncer, especialmente alguém que passou por tratamento com quimioterapia. Ao mesmo tempo, também é muito bom para crianças inquietas, com fraqueza física ou insônia. Além disso, o ingrediente principal do prato, a ostra, é um tipo de fruto do mar muito útil para estimular a absorção de cálcio e prevenir de doenças como anemia e arteriosclerose.



Origem dessa Omelette você encontra aqui

L’omelette de la Mère Poulard

Ingredientes

150 ml de leite
30 gramas de manteiga sem sal
4 ovos inteiros
sal a gosto
ervas finas a gosto
30 gramas de farinha de trigo
1/2 colher (café) de bicarbonato
1 colher de sopa de manteiga (para untar a assadeira)
100 gramas de queijo prato ralado
70 gramas de parmesão ralado

Modo de preparo

Bata bem os ovos com o bicarbonato até ficarem cremosos e brancos. Ferva o leite, adicione a manteiga até dissolver e, ainda quente, incorpore aos ovos batidos, sempre batendo bem. Em seguida adicione o sal, as ervas finas e a farinha de trigo e misture tudo muito bem até dissolver a farinha.

Unte com manteiga uma assadeira pequena que possa ir ao forno. Acrescente metade da massa. Adicione metade dos queijos (prato e parmesão) ralados, coloque o restante da massa e, em seguida, a outra metade dos queijos por cima.

Leve ao forno, pré-aquecido a 180 graus, por uns 10 minutos até dourar nas laterais. Retire do recipiente e dobre ao meio. Sirva com salada verde, arroz ou até mesmo com molho de tomate e manjericão.

Algumas variações na receita podem ser feitas, como a adição de outras ervas e temperos ao gosto de cada um.

By Joemir Rosa.


Foto: Comidinhas do Bem


OMELETE  PROVENÇAL

Ingredientes
6 ovos inteiros , 1 ovo para cada camada da omelete
100g de cenoura cortadas em rodelas bem fininhas
1 abobrinha cortada em fatias bem finas
30g de azeitonas cortadas em pedacinhos pequenos
25g de queijo ralado
3 palmitos cortados em rodelas finas
1 lata de tomate pelado -corte os tomates em cubinhos e use pouco molho
1 punhado de salsinha
Azeite de oliva
Pimenta do reino moída na hora
Sal a gosto

Modo de preparo

Em uma frigideira, coloque um fio de azeite e refogue a abobrinha para que fique macia.
Coloque em uma tigela e reserve.
Repita o mesmo procedimento com a cenoura.
Quebre o primeiro ovo e coloque em uma tigela com algumas folhas de salsinha, sal e pimenta do reino e  bata com um garfo até que todos os ingredientes estejam bem misturados.
Aqueça um fio de azeite na frigideira e adicione o ovo batido.
Mexa a frigideira até que toda superfície tenha ficado coberta.
Como as camadas da omelete são muito finas, use sempre fogo baixo neste processo para não queimar.
Assim que a massa começar a firmar, cubra a superfície com as cenouras. 
Mantenha no fogo até que as laterais da omelete comecem a ficar douradas e que o centro esteja firme.
Deslize da frigideira para o prato de servir.
Repita este mesmo passo a passo com todas as camadas, usando um ingrediente em cada.
Na última camada deve ser usado o queijo ralado.
Vá empilhando uma camada sobre a outra cuidando para que fiquem bem alinhadas.


Fonte: Comida e Receitas - http://www.comidaereceitas.com.br/ovos/omelete-provencal.html#ixzz38t0IpwD8


Bom voltar ao bom e velho bloguito!
Fiquem com Deus!




Beijos meus cheios de luz, paz, amor, fé e esperança!







3 comentários:

Alfa & Ômega disse...

Minha lindeza, como você está, tudo bem? Tenho muitas saudades de quando você postava mais frequentemente, mas tudo muda, tudo passa e vamos em frente. Que postagem chique! Omelete com ostras? Nem com cani eu faço! Rsrsr! Mas eu as faço e bem! Ficam mesmo fofinhas e deliciosas! O que você me conta? Como vão os netos? Seu marido? A filhacita vejo no Face! Continue achando páginas legais lá, OK? Beijinhos!

Renata Garcia disse...

"Oi , vi seu blog na lista do blog "Siga-me" vim conhecer e já estou te seguindo , vem seguir o meu também"

http://renatacaline.blogspot.com.br

Estou esperando sua visita.

Anônimo disse...

Amei