quinta-feira, 1 de setembro de 2011

- "Minhas cores de paixão" -

Azul é a cor do céu, do espírito e do pensamento. Simboliza a lealdade, a fidelidade, a personalidade e subtileza. Simboliza também o ideal e o sonho. É a mais fria das cores frias.


De todas as cores existentes na imensa paleta de cores primarias ou intermediarias, as que mais me identifico e sou plenamente apaixonada é o branco e o azul.
O branco sempre me transmite paz e serenidade. Na decoração é para mim o branco a cor que tudo combina, principalmente nas paredes. E o azul me reflete a imensidão do mar, do céu e do universo. Misturando os dois na decoração fica algo de requinte, nostalgia e divindade.
Mas não é só na decoração que eu gosto dessa mistura de branco e azul,  nas roupas também, nos trabalhos de pintura em tecido, nos trabalhos artezanais...enfim adoro mesmo e brigo com marido se sair sozinho de azul, perincipalmente azul marinho, aí que ciúmes que me dá!
Mas qual o significado dessas cores? 
A psicologia das cores explica e eu me identifiquei com certeza entendi o porque...

As cores têm influências em nossos componentes físico, mental e emocional.




AZUL: Aspectos favoráveis: o azul assinala a entrada nos domínios mais profundos do espírito e uma das suas qualidades mais sutis é a aspiração. Essa cor faz parte do espectro frio e, por sua quietude e confiança, promove a devoção e a fé. O azul é uma cor popular associada ao dever, à beleza e à habilidade. A serenidade dessa coe traz consigo paz, confiança e sentimentos curativos agradavelmente relaxantes. Sua fluidez e força serena são traços atraentes, que provocam admiração por parte das outras pessoas.
Aspectos desfavoráveis: a natureza da cor azul é procurar e buscar sem cessar. Os aspectos comuns da vibração negativa dessa cor são dúvida e descrença, assim como a falta de habilidade. Essa cor é fantasiosa e estimula os devaneios, a tendência ao desleixo, a fatuidade e a desconfiança. Partindo do cansaço, da indolência e da apatia, o azul pode levar a um estado de melancolia, atraindo por fim uma sensação generalizada de inércia.
Efeitos físicos do azul: a cor azul produz um efeito relaxante e tranqüilizador. Ela é o antídoto para o vermelho e pode ser usada com sucesso para tratar condições febricitantes, freqüência de pulso acelerada e pressão sanguínea alta. Em geral, essa cor reduz o calor e a inflamação do corpo, como ocorre nos casos de queimadura solar ou intermação. O azul promove serenidade e elimina tensões, estresse e dores de cabeça, além de tratar todos os distúrbios da garganta ou das cordas vocais, tais como dores de garganta, tosses, rouquidão e laringite.
Essa cor tem sido usada com sucesso para tratar distúrbios menstruais, como: cólicas, dor lombar ou até mesmo sangramento excessivo. As mulheres com problemas menstruais podem usar a qualidade curativa da cor azul pouco antes, durante e depois das menstruações. Roupas de dormir, calcinhas e roupões de banho azuis, assim como roupas de uso diário da mesma cor podem ser considerados; além disso, itens domésticos, como roupas de cama e toalhas de banho, também podem ajudar a atenuar os distúrbios menstruais.
Uma luz azul acesa durante a noite também pode ajudar a reduzir e aliviar a tensão e as dores menstruais.
Outros distúrbios para os quais a cor azul poderia ser útil são: enxaqueca, meningite, colite, disenteria, insônia e diarréia. Essa cor é particularmente adequada para os problemas infantis, como erupção de dentes, inflamações na garganta, amidalite, sarampo, coqueluche, catapora e soluços. Alguns problemas oculares podem ser tratados com o azul, inclusive miopia, catarata e fotofobia.
O azul não é aconselhável para tratar paralisia, pressão sanguínea baixa ou resfriados. Além disso, essa cor não é recomendável para melancolia ou depressão.

branco associa-se à ideia de paz, de calma, de pureza. Também está associado ao frio e à limpeza. Significa  inocência e pureza.

BRANCO: as roupas brancas têm sido associadas à limpeza, à pureza e a inocência. Nos países orientais, o branco é usado como uma cor adequada para a morte e o pesar, aceitando que a pessoa morta partiu do mundo físico para um plano espiritual mais puro. Essa é a cor do desprendimento. O branco reflete todas as cores e as pessoas que o utilizam nas roupas podem faze-lo para manter-se refrescadas sob o calor dos raios solares.

fonte aqui

quer saber mais ainda clique aqui
Pense nisso


Fico pensando se viver não será sinônimo de perguntar.
A gente se debate, busca, segura o fato com duas mãos sedentas e pensa: Achei! Achei!
Mas ele escorrega se espatifa em mil pedaços, como um vaso de barro coberto apenas por uma leve camada de louça.
A gente fica só, outra vez, e tem que começar do nada, correndo loucamente em busca dos outros vasos que vê. Cada um que surge parece o último, mas todos são de barro, quebram-se antes que possamos reformular as perguntas.
E começamos de novo, mais uma vez, dia após dia, ano após ano.
Um dia a gente chega à frente do espelho e descobre: Envelheci!
Então a busca termina. As perguntas colam no fundo da garganta, e vem a morte.
Que talvez seja a grande resposta.
A única.


Caio Fernando de Abreu
excerto de 'Limite Branco'
(Brasil)

Ramalhete EspiritualBeijos meus cheios de,
luz, paz, amor, fé e esperança!



3 comentários:

Marly Salgado disse...

Olá,muito interessante seu blog.Adorei passar por aqui.Sou do blogueiras unidas,n.187,e vim convidá-la para conhecer meu cantinho.

www.artsritinha.blogspot.com

Tenha uma colorida sexta-feira!

Lucinha disse...

Rô,

Eu amo as cores azul e branco, mas eu não sabia desse significado todo, sobre elas. Muito interessante. Como isso influencia até no ciclo menstrual. Incrível.

Essa última imagem, que ressalta o branco, é divina, e o poema lindo.

Tenha um lindo dia.

Nana... disse...

A minha cor é o azul !Amei o poema e as imagens que vc escolhe são magnificas!