sexta-feira, 17 de junho de 2011

Ser chique sempre - Glória Kalil -





SER CHIQUE SEMPRE - GLÓRIA KALIL
Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas como nos
dias de hoje.

A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da
vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou
closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo
carro Italiano.

O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma
como ela se comporta perante a vida.

Chique mesmo é quem fala baixo.
Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por
seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando
estas são verdadeiras.

Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem
brilho próprio.

Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuações
inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.

É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.

Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que
estão no elevador.
É lembrar-se do aniversário dos amigos.

Chique mesmo é não se exceder jamais!
Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.

Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.

É "desligar o radar", "o telefone", quando estiver sentado à mesa do
restaurante, prestar verdadeira atenção a sua companhia.

Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda,
correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.

Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você
seja o homenageado da noite!

Chique do chique é não se iludir com "trocentas" plásticas do
físico... quando se pretende corrigir o caráter: não há plástica que
salve grosseria, incompetência, mentira, fraude, agressão,
intolerância, ateísmo...falsidade.

Mas, para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se
lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo,
vamos todos terminar da mesma maneira, mortos sem levar nada material
deste mundo.


Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não
desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não
aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem,
que não seja correta.

Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!

Porque, no final das contas, chique mesmo é Crer em Deus!

Investir em conhecimento pode nos tornar sábios... mas, Amor e Fé nos
tornam humanos!

GLÓRIA KALLIL.










Duas feras em moda, beleza e classe.




Beijos meus,
cheios de luz, paz, amor, fé e esperança!



3 comentários:

Maria Luiza disse...

Oi Rô!!!

essa glória kallil brilhou nesse texto!
Chique demais!
Vim te convidar p/ o 1º sorteio da casa no campo!!!
Te espero!!!!

bjs

♥ κєκєl ♥ disse...

Já dizia minha avó que chiquessa mesmo está na simplicidade e no amor a DEUS.

Lindo post.......beijos

Adriana disse...

RÔ, ainda hoje vi a Glorinha no programa da Angélica.... confesso que a achava tão fútil! Mas depois de ler o que ela escreveu, mudei completamente minha opinião. Lindo o texto dela. Às vezes, no trabalho, ou na academia, me sinto tão tímidazinha em meio a pessoas que fazem questão de falar alto, e de dizerem que ali estão... fico quieta, e acabo rindo das bobagens que dizem só pra não ser chata... já vi que a chique sou eu...

Beijosssssssssss